Página 1 de 1

ENANA: Desaceleração da economia afecta volume de negócios

MensagemEnviado: Seg Fev 06, 2017 15:16
por AeroEntusiasta
ENANA: Desaceleração da economia afecta volume de negócios

Luanda - A desaceleração da economia nacional, ligada ao baixo preço do Barril de Petróleo, afectou, de forma significativa, o volume de negócios da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea (ENANA), no decorrer do ano findo.

Esta informação consta do balanço de 2016 apresentado pelo Presidente do Conselho de Administração, Manuel Ceita, tendo revelado que, na perspectiva económica e financeira, a ENANA, sobre um volume de negócios de 100 porcento, conseguiu arrecadar 65 porcento e os restantes 35 porcento ficaram por arrecadar em consequência dos incumprinientos dos clientes.

Defendeu que, a entrada do novo Regulamento Tarifário Angolano (RTA), ainda de forma tímida, não atingiu os resultados esperados em virtude dos choques externos resultantes da situação.

Para Manuel Ceita, o fenómeno, com impacto visivel sobre os indicadores operacionais da empresa, provocou uma redução do movimento de aeronaves na ordem dos 28 porcento, bem como uma baixa do número de passageiros em 11 porcento, comparativamente ao ano de 2015, altura em que possuia uma média diária de sete mil passageiros.

Considerou, no entanto, que apesar dos constrangimentos, o ano de 2016 foi repleto de realizações, uma vez que a empresa conseguiu a homologação, pela segunda vez consecutiva, das suas contas referentes ao ano económico de 2015, além de ter cumprido com as suas responsabilidades, sobretudo de interesse dos trabalhadores e outras despesas de manutenção e funcionamento dos aeroportos e navegação aérea.

O Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro vive, desde a sua requalificação e modernização, um processo que exige a sua manutenção constante, para garantir o conforto diário dos passageiros.

As instalações do aeroporto de Luanda têm uma capacidade máxima de três milhões e 600 mil passageiros por ano.

Fonte: ANGOP