Plano Diretor do aeroporto (da Baixada Santista)será refeito

Notícias e artigos retirados da mídia em geral.

Moderador: Moderadores

Regras do fórum
As regras do fórum estão disponíveis CLICANDO AQUI.

Plano Diretor do aeroporto (da Baixada Santista)será refeito

Mensagempor Marcelo Areias » Qui Abr 28, 2005 13:17

Plano Diretor do aeroporto será refeito

Da Sucursal - A Tribuna

Tadeu Ferreira Jr.

O prefeito de Guarujá, Farid Madi, apresentou ontem ao comandante do 4º. Comando Aéreo Regional (Comar), major-brigadeiro Paulo Roberto Cardoso Vilarinho, na sede do órgão, na Capital, a proposta de mudanças no Plano Diretor do Aeroporto Civil Metropolitano, que deverá ocupar as dependências da Base Aérea de Santos, em Vicente de Carvalho.
Com essa iniciativa do prefeito, o sonho de ver funcionar o primeiro aeroporto civil da Baixada Santista será adiado por pelo menos cinco anos, segundo estimativa do major Vilarinho.
A idéia de Farid é incluir no projeto um terminal marítimo de passageiros, que integraria um complexo intermodal unindo os transportes aéreo, aquaviário, rodoviário e ferroviário, levando em conta que o aeroporto irá operar com aviões comerciais e de carga.
A sugestão foi bem aceita pelo comandante do IV Comar. Porém, para isso será necessária a elaboração de um novo Plano Diretor. O atual havia sido aprovado tanto pelo 4º. Comar como pelo Departamento de Aviação Civil (DAC).
Com as mudanças sugeridas por Farid, o Plano Diretor, depois de refeito, terá de passar novamente pelo crivo dos dois órgãos, para só então ser iniciada a elaboração do Relatório Ambiental Preliminar (RAP). No projeto inicial, no entanto, a conclusão do estudo ambiental, último passo antes do início das obras, estava prevista para o final deste mês.
O atual Plano Diretor estima um montante de R$ 41 milhões para a construção do aeroporto. O novo projeto, conforme Farid, deverá custar mais. ‘‘Não dá para estimar ainda, mas isso é fato. Porém, tenho certeza que mesmo assim será mais fácil a captação de verbas, pois já foram feitos contatos com a iniciativa privada, que sinalizou a favor de parcerias, uma vez que o projeto ficará muito mais viável economicamente’’.
O terminal marítimo funcionaria no canal do Porto, com dois pontos de atracação. A projeto do novo Plano Diretor inclui, também, a criação de uma zona primária para abrigar indústrias voltadas à atividade portuária, com isenção de impostos. E prevê. ainda, a instalação de uma marina pública junto ao Forte do Itapema.
O major-brigadeiro Paulo Roberto Vilarinho, aprovou a iniciativa de Farid.
‘‘Estou entusiasmado, é um Ovo de Colombo, coisa na qual não havíamos pensado. No entanto, vamos recomeçar do zero. Ao 4º. Comar compete analisar as adaptações necessárias para o empreendimento, sem ignorar a existência das instalações militares’’, disse o oficial.
Vilarinho exemplifica seu raciocínio: ‘‘No projeto atual, precisamos remanejar um paiol de munições e um estande de tiro, que ficaria no mesmo local destinado ao embarque dos passageiros. Teremos de rever tudo isso de novo’’.
Segundo Vilarinho, a tendência é de que seja necessário o uso de uma área maior para o aeroporto. ‘‘Vamos precisar, talvez, requerer algumas desapropriações e até mesmo atingir áreas de preservação ambiental, o que só poderá ser confirmado depois da conclusão do RAP’’.
Avatar do usuário
Marcelo Areias
MASTER
MASTER
 
Mensagens: 3373
Registrado em: Seg Dez 20, 2004 08:15
Localização: Jundiaí-SP

Execução do projeto vem sendo adiada há 25 anos

Mensagempor Marcelo Areias » Qui Abr 28, 2005 13:17

Execução do projeto vem sendo adiada há 25 anos

Da Sucursal - A Tribuna

A instalação do Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá se arrasta há mais de duas décadas. Começou a se concretizar, de fato, a partir de 1980, quando foi anunciada a utilização da estrutura da unidade militar. A execução do projeto, no entanto, acabou sendo adiada para 1983, com previsão para o início das operações em 1985.
Ao contrário do previsto, nada aconteceu nesse período e só em 1995, dez anos depois, a Prefeitura de Guarujá tomou a iniciaitiva de gastar R$ 70 mil na elaboração de um novo Plano Diretor, pois o que existia, da década de 80, estava defasado. Na época, foi estipulado o prazo para as primeiras operações até o fim de 1997.
No entanto, até esse ano o Plano Diretor ainda não havia saído do papel. Em 2000, informações desencontradas da Aeronáutica ameaçaram novamente o empreendimento. O Comandante da Base Aérea de Santos, Luiz Eduardo França Marinho, alegou que o clima da região inviabilizaria a obra, mas o 4º. Comar confirmou o interesse no empreendimento.
De 2001 para cá, o assunto tomou corpo novamente, com a expectativa positiva do comandante da Base Aérea, França Marinho, que chegou a declarar que o aeroporto civil ajudaria na modernização da estrutura militar. Em 2002, o Ministério da Defesa, o Governo do Estado e prefeitos da região formaram uma comissão para cobrar agilidade em todo o processo.
Em 2003, finalmente, foi assinado o convênio para a construção do empreendimento e em 2004 a Prefeitura concluiu os estudos topográficos do terreno. Por sua vez, o Departamento Aeroviário de Estado (Daesp) iniciou o projeto básico.
No início deste ano, foi anunciada a conclusão o Plano Diretor, restando apenas o estudo ambiental, que seria entregue em abril.
Ontem, porém, foram apresentadas sugestões de mudança, pelo prefeito Farid, ao Comandante do 4º Comar. Agora, será necessário fazer um novo Plano Diretor. A expectativa, agora, é de que o Aeroporto Civil Metropolitano de Guarujá esteja finalmente concluído dentro de cinco anos.
Avatar do usuário
Marcelo Areias
MASTER
MASTER
 
Mensagens: 3373
Registrado em: Seg Dez 20, 2004 08:15
Localização: Jundiaí-SP

Mensagempor B767 » Qui Abr 28, 2005 13:53

Se o aeroporto estivesse localizado mais perto das balsas - "Ponta da Praia" - seria mais conveniente.

Indo de taxi/carro de "Gonzaga" - levar quase uma hora - e cheia de quebra mola, bicicletas e outros inconveniencias. Nesse meio tempo a gente consegue ir de Gonzada ate Congonhas - se o transito permitir.
B767
MASTER
MASTER
 
Mensagens: 1212
Registrado em: Dom Dez 19, 2004 16:39
Localização: Fortaleza

Mensagempor tatsch » Qui Abr 28, 2005 19:28

Aeroporto junto com base militar não dá certo. Já há problema aqui em santa maria. A experiência de usar a mesma pista de uma base militar não agrada militares nem a população local daqui. Aqui querem construir um aeroporto fora da região da base.
TATSCH
Avatar do usuário
tatsch
CMTE.
CMTE.
 
Mensagens: 820
Registrado em: Dom Dez 19, 2004 15:23
Localização: Florianópolis/SC

Mensagempor bwach » Sex Abr 29, 2005 20:00

E mais uma vez adiam a obra desse aeroporto.

A localização não é tão ruim assim, embora a formação de nevoeiros seja com uma certa frequencia em alguns períodos do ano. O bom da localização é fato de estar bem próximo ao Estuário de Santos em Vicente de Carvalho. Nesse caso podem utilizar barcas para fazer o transporte para o aeroporto, colocando um terminal no cais do porto do lado santista e outro em Guarujá. Já existem as barcas e as catraias que fazem a travessia do canal do centro de Santos para Vicente de Carvalho. Teria é que fazer uma travessia exclusiva para quem vai ao aeroporto, já que essas barcas não são assim muito confiáveis para quem vai a um aeroporto carregando bagagens. A catraia então nem se fale. Isso seria a melhor opção, pois alguém que sai de Santos, pegar o Ferry-Boat na Ponta da Praia e depois ter que rodar mais alguns kms na Av. Santos Dumont e Thiago Ferreira não é fácil.
bwach
MULTI
MULTI
 
Mensagens: 415
Registrado em: Qua Dez 22, 2004 16:52

Mensagempor marcato » Sáb Abr 30, 2005 02:38

tatsch escreveu:a experiência de usar a mesma pista de uma base militar não agrada militares


VC que pensa!
O Bolso dos militares com seu orçamento apertado agradece!
VC com isso trasfere muitos custos para os civis e um abraço!
Fernando Marcato

Imagem
Avatar do usuário
marcato
CMTE.
CMTE.
 
Mensagens: 533
Registrado em: Qua Dez 29, 2004 16:48
Localização: São Paulo


Voltar para AERONOTÍCIAS

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 6 visitantes