FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Seção principal do AeroFórum para troca de informações.

Moderador: Moderadores

Regras do fórum
As regras do fórum estão disponíveis CLICANDO AQUI.

Re: Aviões em FOR

Mensagempor Marcelo Magalhães » Qui Out 06, 2016 11:23

Amigos:

Interessante!

Parece q um dos DC-3 eh o PT-AOB mesmo e o outro, seria o PT-KYW?

Abs,

Marcelo Magalhães
Marcelo Magalhães
MASTER
MASTER
 
Mensagens: 1214
Registrado em: Seg Dez 20, 2004 11:43

Re: Aviões em FOR

Mensagempor paulo roberto » Qui Out 06, 2016 13:31

Como este colecionador parece ser bem caprichoso com suas aeronaves,gostaria de sugerir a pintura de 737 a original da VASP de 1969...e os DC-3 um CRUZEIRO e outro REAL AEROVIAS,ficaria muito interessante....
paulo roberto
MULTI
MULTI
 
Mensagens: 444
Registrado em: Qua Set 23, 2015 09:40

Re: FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Mensagempor AeroEntusiasta » Seg Fev 13, 2017 15:13

Aviões abandonados formam cemitério no Pinto Martins

LÍGIA COSTA - http://www.opovo.com.br

Segundo Infraero, sete aeronaves estão inativas em decorrência de dívidas aeroportuárias. Ações para retirada dos equipamentos tramitam e dependem de decisão judicial

Imagem

Sete aeronaves estão abandonadas e com destino ainda incerto no pátio do Aeroporto Internacional Pinto Martins. São quatro boeings 737-200, dois boeings 727-200 e um Piper Seneca (PA34). Todas pousaram no equipamento de Fortaleza entre os anos de 2007 a 2010, confirma a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) em nota enviada ao O POVO.

“Tratam-se de aeronaves de terceiros com registro de tarifas aeroportuárias inadimplentes perante a Infraero, todas com demanda em juízo visando à sua remoção e à execução da dívida”, diz trecho da mensagem. A Infraero não detalha nome das companhias com débito e valores devidos.


Prejuízos

Assim como em Fortaleza, a formação dos chamados cemitérios de aviões - comum em aeroportos brasileiros - decorre, em boa parte, de processos/imposições judiciais e de despesas aeroportuárias. Francisco Monteiro, sócio-proprietário da SAT Escola de Aviação Civil, avalia que aeronave parada somente traz prejuízo. Tanto pelo fato de estar fora de operação e ocupar área antes disponível no aeroporto, como pela perda de peças que poderiam ter sido reutilizadas em outros aviões em funcionamento.


Após muito tempo e destituídas de equipamentos importantes, as aeronaves “não têm mais condição de voo. E financeiramente não compensa recuperar. Melhor comprar uma outra seminova em condições de uso”, complementa.

Junto à morosidade da Justiça ao tratar casos do tipo, Monteiro elenca o embate de interesses. Sugere ainda como destino para os aviões abandonados o museu.


Por outro lado, Carlos Grotta, especialista em transporte aéreo e infraestrutura aeroportuária do Centro Paula Souza, em Guarulhos, defende que casos de abandono podem acontecer simplesmente porque as aeronaves estão velhas demais e tecnologicamente ultrapassadas. O que, inclusive, torna impossível a reciclagem das peças.


Para ele, o problema atinge com mais frequência pequenas empresas que fretam aeronaves para prestar serviços a terceiros e que também acumulam despesas aeroportuárias. Ressalta, porém, que hoje concessionários aeroportuários estão mais cautelosos com as empresas que fazem uso de suas instalações. “São várias as causas que podem levar a isso (aviões parados nos aeroportos). Se uma aeronave pousa num aeroporto e tem uma ordem judicial dizendo que ela não pode sair dali por algum problema ela vai ficando lá”.


Leilão

Para evitar prejuízos, a melhor saída é o leilão, recomenda Mauro Roberto Schlüter, professor de Logística da Universidade Mackenzie de Campinas. “Quando apreendidos, os bens ficam sem manutenção e depreciam, virando sucata. E a Justiça faz leilão com a finalidade de não comprometer os valores dos bens”.


Saiba mais


Em 2014, quase 10 anos após encerrar suas operações, a Vasp teve um de seus boeings velhos derretido e transformado em panelas industriais.


Outros aviões antigos da companhia aérea que foram leiloados continuaram a ser utilizados em diversas áreas do Brasil. Em 2014, uma era usada para treinar bombeiros em salvamentos no caso de desastres aéreos.


Aeronaves da Vasp também deixaram de cortar os céus para virar restaurantes e até mesmo casa noturna.


Em 2016, um empresário lançou em Minas Gerais uma boate dentro de um avião. O projeto inicial era de que o espaço fosse transformado em parque de diversões.


Em 2013, a Justiça leiloou 17 aviões da Vasp, que juntos somavam 448 toneladas de sucata. Cada lote foi fixado entre R$ 15 mil e R$ 60 mil. O valor da sucata variava conforme o peso e chegou a custar R$ 1 mil por tonelada.



Há cerca de três anos, empresário mineiro desembolsou R$ 1,5 milhão por um avião encostado no cemitério de aeronaves do Aeroporto Internacional de Viracopos. O objetivo era transformá-lo em um restaurante.

LÍGIA COSTA
http://www.opovo.com.br/jornal/economia ... RD+Station
Sem mais.

Equipe AeroEntusiasta
http://www.AeroEntusiasta.com.br
https://aeroentusiasta.blogspot.com.br/

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

>>> Colabore com o Site AeroEntusiasta @ Contato: fabio@aeroentusiasta.com.br

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Imagem
Avatar do usuário
AeroEntusiasta
Fundador
Fundador
 
Mensagens: 8191
Registrado em: Dom Dez 19, 2004 09:00
Localização: Porto Alegre - RS

Re: FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Mensagempor AeroEntusiasta » Seg Fev 13, 2017 15:13

Sem manutenção, aeronaves perdem valor

Lígia Costa - http://www.opovo.com.br

As sete aeronaves inativas no Pinto Martins estão diariamente expostas a ações diretas da chuva e do sol. Apesar disso, a Infraero informa que “não existe a possibilidade de alocá-las em local coberto”. Conforme especialistas, é quase impossível o aeroporto reservar um um local adequado como um hangar para resguardá-las devido aos altos valores que isso demandaria. “Fazer deposição num lugar a salvo requer manutenção e isso custa dinheiro”, analisa Schlüter.

Grotta ainda atenta para as altas taxas de permanência das aeronaves no pátio de um aeroporto. “Imagine dentro de um hangar. Uma aeronave ocupa muito espaço e, hoje, dentro de um aeroporto, espaço tem valor astronômico. Paga-se por hora”.
Como as aeronaves paradas no Aeroporto de Fortaleza estão devidamente montadas, não há riscos de que se tornem locais propícios para a formação de focos do mosquito Aedes aegypti ou que as peças internas dos aviões sejam avariadas pela incidência ininterrupta do sol de Fortaleza, tendo em vista que quanto menos chove, mais resguardados ficam os aviões. “Se a aeronave estivesse operando, também estaria exposta ao Sol. Só será afetada se passar anos e anos ali e se for velha. Dentro do sítio aeroportuário, esse cemitério não é um problema”, afirma Grotta. (Lígia Costa)

http://www.opovo.com.br/jornal/economia ... valor.html
Sem mais.

Equipe AeroEntusiasta
http://www.AeroEntusiasta.com.br
https://aeroentusiasta.blogspot.com.br/

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

>>> Colabore com o Site AeroEntusiasta @ Contato: fabio@aeroentusiasta.com.br

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Imagem
Avatar do usuário
AeroEntusiasta
Fundador
Fundador
 
Mensagens: 8191
Registrado em: Dom Dez 19, 2004 09:00
Localização: Porto Alegre - RS

Re: FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Mensagempor AeroEntusiasta » Seg Fev 13, 2017 15:31

Boa tarde:

Comenta-se que o Governo Alemão, através da sua Polícia, quer resgatar o Boeing 737-200 PT-MTB (cn 20254) para preservá-lo.

Esta aeronave foi protagonista de uma grande ação para libertação de um sequestro enquanto voava na Lufthansa (D-ABCE) em 1977.

Detalhes no Wikipedia: https://pt.wikipedia.org/wiki/Voo_Lufthansa_181

Imagem

Foto: Ken Fielding © 24/10/1975 - via Wikipedia
Sem mais.

Equipe AeroEntusiasta
http://www.AeroEntusiasta.com.br
https://aeroentusiasta.blogspot.com.br/

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

>>> Colabore com o Site AeroEntusiasta @ Contato: fabio@aeroentusiasta.com.br

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Imagem
Avatar do usuário
AeroEntusiasta
Fundador
Fundador
 
Mensagens: 8191
Registrado em: Dom Dez 19, 2004 09:00
Localização: Porto Alegre - RS

Re: FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Mensagempor ProjetoDC3 » Dom Fev 26, 2017 11:37

Obrigado pela informação. Achei que eles tinham virado panela. pena que lá não tem nem pista de pouso. O que torna improvável que aqueles aviões sejam colocados em condições de voo.
ProjetoDC3
PC
PC
 
Mensagens: 147
Registrado em: Ter Jun 02, 2009 18:00

Re: FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Mensagempor paulo roberto » Seg Fev 27, 2017 10:43

Com a falência do MUSEU DE BEBEDOURO,o colecionador da HELISUL poderial fazer um negocio com tudo que for possível do museu, o Scandia e Convair 240 etc seria show...
paulo roberto
MULTI
MULTI
 
Mensagens: 444
Registrado em: Qua Set 23, 2015 09:40

Re: FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Mensagempor Marcos_SBCN » Sex Mar 10, 2017 22:27

Comentário atrasado mas válido, complementando a informação do PR-MTB segue um resumo de sua história:

https://youtu.be/2BGHfHlmFZM
*Lito Souza Aviões e Musicas*
Marcos_SBCN
 
Mensagens: 1
Registrado em: Qui Mar 09, 2017 21:15

Re: FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Mensagempor AeroEntusiasta » Qua Jun 21, 2017 19:38

Avião sequestrado abandonado no Aeroporto de Fortaleza voltará para a Alemanha

Aeronave estava desde 2008 no “cemitério de aviões” do aeroporto

Por Lucas Barbosa em Cotidiano - 20 de junho de 2017 às 18:14

A sucata da aeronave PT-MTB, do modelo Boeing 737-200, será transportada para Alemanha após mais de sete anos estacionada no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza.

O avião foi o alvo, em 1977, do sequestro realizado por militantes da Frente Popular para a Libertação da Palestina (PFLP).

O prazo para a Alemanha realizar o transporte é de 180 dias. O Governo Alemão fica responsável pelos custos de acondicionamento e transporte do avião, conforme divulgado pela Justiça Federal no Ceará, onde tramitava Ação de Procedimento Comum proposta pela Infraero, com a assistência da República Federal da Alemanha, em face da TAF Linhas Aéreas S/A.

O acordo entre as três partes prevê que o Governo Alemão deve pagar R$ 75.936 mil a Infraero referentes a taxas e despesas que a TAF tinha pela manutenção do avião no Aeroporto Pinto Martins.

Fonte: Jornal Tribuna do Ceará

A Alemanha manifestou interesse em repatriar o avião em alusão aos 40 anos do sequestro completados este ano. No sequestro do Voo Lufthansa 181, o PFLP manteve como refém 86 passageiros e cinco tripulantes. Agentes das Forças Especiais da Alemanha recuperaram o avião em resgate na Somália, matando três dos quatro sequestradores. O piloto, no entanto, foi assassinado pelos militantes.

O Boeing serviu à empresa Lufthansa até 1985, quando foi vendido e passou a operar para várias outras companhias aéreas ao redor do mundo. Estava em Fortaleza desde fevereiro de 2008.
Sem mais.

Equipe AeroEntusiasta
http://www.AeroEntusiasta.com.br
https://aeroentusiasta.blogspot.com.br/

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

>>> Colabore com o Site AeroEntusiasta @ Contato: fabio@aeroentusiasta.com.br

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Imagem
Avatar do usuário
AeroEntusiasta
Fundador
Fundador
 
Mensagens: 8191
Registrado em: Dom Dez 19, 2004 09:00
Localização: Porto Alegre - RS

Re: FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Mensagempor AeroEntusiasta » Qua Set 13, 2017 18:59

Lufthansa envia engenheiros para desmontar Boeing histórico

Avião sequestrado por terroristas, que veio parar no Pinto Martins, começa a ser desmontado em Fortaleza

01:30 | 12/09/2017

A última viagem do lendário Boeing 737-200 da Lufthansa, sequestrado em 1977 por terroristas da Frente Popular para a Libertação da Palestina/Baader-Meinhof, e que virou sucata em um cemitério de aviões no Aeroporto Internacional Pinto Martins, em Fortaleza, está prestes a acontecer. Há duas semanas, uma engenheira e pelo menos 11 engenheiros/técnicos alemães realizam um minucioso trabalho de desmonte da aeronave para transportá-la à cidade de Friedrichshafen, na Alemanha.


O 737-200, de 47 anos e medindo 30,5 metros de fuselagem, será transportado por um cargueiro russo. Pelo mais gigante ainda, Antonov An-225 Mriya ou pelo An-124 Ruslan. Estes são os maiores aviões de asa fixa do mundo, com 84 metros de comprimento e capacidade para carregar até 640 mil quilos.

Segundo Hans-Jurgen Fiege, cônsul Honorário da Alemanha para o Ceará/Piauí/Maranhão, a operação foi montada pela Lufthansa Técnica e pelo Governo Alemão. Os trabalhos de desmontagem devem durar até o fim deste mês. Mas, em casos envolvendo um Boeing 737, o processo pode se estender por até oito semanas de acordo com Air Salvage Internacional, empresa inglesa com experiência nesse tipo de desafio.

Parafuso por parafuso

Amanhã, 13, o embaixador da Alemanha no Brasil, Georg Witshel, estará em Fortaleza para verificar os trabalhos e assistir à desmontagem de uma das asas do Lufthansa PT-MTB. A visita será aberta à imprensa brasileira e estrangeira.

Até aqui, os técnicos “esvaziaram” o avião. Ou seja, removeram combustível, gases e fluídos que ainda estavam dentro dos tanques e em outros sistemas do Boeing.

Também já retiraram o trem de pouso e os estabilizadores. O “charuto” da aeronave — o corpo central — foi posto em bases para aguardar a hora do deslocamento para cargueiro russo. Trabalho que será feito com caminhões guindastes. Dois desses veículos já estão no “cemitério” do aeroporto.

Há duas semanas, em uma jornada das 8 às 16 horas, os alemães desparafusam, catalogam, etiquetam, numeram, embalam em plástico bolha e escrevem de qual lado retiraram as peças que seguirão em três contêineres.


Outubro alemão

No dia 13 de outubro de 1977, o Boeing 737-200 foi sequestrado por terroristas. O voo 181 Lufthansa, com itinerário Palma de Mallorca-Frankfurt, levava 86 passageiros e cinco tripulantes. Após cinco dias de agonia entre aeroportos de três continentes e a execução do piloto Jürgen Schumann, a polícia alemã invadiu o avião, matou três sequestradores, feriu um e resgatou passageiros e quatro tripulantes. Todos vivos.

https://www.opovo.com.br/jornal/cotidia ... orico.html
Sem mais.

Equipe AeroEntusiasta
http://www.AeroEntusiasta.com.br
https://aeroentusiasta.blogspot.com.br/

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

>>> Colabore com o Site AeroEntusiasta @ Contato: fabio@aeroentusiasta.com.br

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Imagem
Avatar do usuário
AeroEntusiasta
Fundador
Fundador
 
Mensagens: 8191
Registrado em: Dom Dez 19, 2004 09:00
Localização: Porto Alegre - RS

Re: FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Mensagempor Electra » Sex Set 22, 2017 22:57

Cargueiros russos transportam de Fortaleza avião que faz parte da história alemã

A sucata do Boeing 737-200 abandonado há quase uma década no terminal do Aeroporto Internacional Pinto Martins já está a caminho de Friedrichshafen, no Sul da Alemanha, onde será restaurada e virará peça do Museu Aeroespacial Dornier. O transporte é feito pelos gigantes Ilyushin IL-76 e Antonov AN-124, dois dos mais emblemáticos aviões de carga do mundo.
A presença dos cargueiros no aeroporto chamou a atenção de curiosos e spotters, fãs de aviação que acompanham e fotografam o movimento de aeronaves em aeroportos. O Ilyushin chegou na quinta-feira (21) pela manhã e partiu à noite levando as asas e os motores do Boeing.
Já o Antonov, o segundo maior cargueiro do mundo, chegou às 2h30min de hoje (22) e foi responsável por levar o casco do Boeing. Toda a programação da aeronave russa, desde sua chegada, passando pelo acondicionamento da carga, até sua partida nesta tarde foi acompanhada desde uma área do aeroporto que fica vizinho ao terminal de logística.
O empresário Mário César, 31, assistiu a decolagem do Antonov acompanhado da filha Maria Clara, 10. “Ontem eu presenciei a chegada do avião. Fiquei até umas três horas da madrugada e havia muita gente aqui. Se ele vier outra vez, eu estarei aqui de novo”.
Até o taxista Jeffren de Oliveira, 55, que levou a reportagem da Agência Brasil ao Aeroporto Pinto Martins, parou para ver o avião gigante. “Fiquei sabendo através de você [referindo-se à repórter] que esse avião estava aqui. É uma coisa incrível, nunca tinha visto um avião desse tamanho. Só tinha visto algo assim na internet.”
Para o fotógrafo Thiago Cascais, fundador do grupo SBFZ Spotting, que reúne fãs de aviação, a movimentação de aviões como os dois cargueiros russos são um estímulo para os grupos de spotters e para a atração de mais pessoas para esse hobby.
“A intenção é que as pessoas vejam as publicações sobre esse evento, se identifiquem e percebam que existem pessoas que gostam de aviação assim como elas e que têm interesse de ver essas aeronaves de perto.”
A atividade do spotting surgiu na Segunda Guerra Mundial, quando os governos de países que sofriam ataques alemães encarregaram alguns cidadãos de observar e emitir alertas no caso de aproximação de aviões bombardeiros.
Antes da movimentação dos cargueiros russos, outra aeronave que atraiu várias pessoas ao aeroporto foi a vinda do Ed Force One, em 2016, um Boeing 747-400 pilotado por Bruce Dickinson, vocalista do Iron Maiden. A banda britânica esteve em Fortaleza em show da turnê The Book of Souls.
Em Friedrichshafen, também há grande expectativa pela chegada dos cargueiros com as peças do Landshut, nome com o qual o Boeing foi batizado quando voava pela Lufthansa. A previsão é de que o Antonov chegue ao aeroporto da cidade às 9h, hora local. Já o Ilyushin é esperado às 13h. Os terraços do terminal e do Museu Dornier estarão aberto para a população observar a chegada dos aviões.
O Landshut foi sequestrado em 1977 por integrantes da Frente Popular pela Libertação da Palestina com cerca de 90 pessoas a bordo. O sequestro durou 5 dias e acabou com a morte do piloto e de três dos sequestradores. O acontecimento virou um marco da luta do Estado alemão contra o terrorismo.

Fonte - Agencia Brasil - http://www.jb.com.br/pais/noticias/2017 ... ria-alema/
Grato desde já!
Abraços!!!
Electra
MASTER
MASTER
 
Mensagens: 1211
Registrado em: Sex Mai 19, 2006 21:35

Re: FORTALEZA: Aviões estocados em FOR

Mensagempor AeroEntusiasta » Qui Out 05, 2017 22:20

VOLGA-DNEPR GARANTE O RETORNO PARA CASA DO "LADNSHUT"

Imagem

Dois aviões Volga-Dnepr Airlines, um 'An-124-100 e um IL-76TD90-VD, completaram com orgulho o regresso emocionante para a Alemanha de um Boeing 737-200 que foi seqüestrado por terroristas em 1977. A antiga aeronave Lufthansa deve ser totalmente restaurada e colocada em exibição permanente no Museu Dornier na cidade de Friederichshafen.

O avião, batizado em homenagem à cidade bávara de Landshut, foi seqüestrado em 13 de outubro de 1977, na rota entre Palma de Mallorca e Frankfurt. Este foi o início de uma provação de quatro dias para os passageiros e a tripulação, uma vez que a aeronave foi forçada a viajar para Roma, Chipre, Bahrein, Dubai e Aden antes de chegar ao seu destino final em Mogadíscio, na Somália. O seqüestro foi finalmente encerrado com um ataque das forças especiais alemãs, que libertaram com sucesso todos os 86 reféns. Tragicamente, o piloto da aeronave, Jurgen Schumann, já havia perdido a vida nas mãos dos quatro terroristas antes de poder ser resgatado.

O Boeing 737-200 voltou ao serviço e acabou os seus dias voando para a companhia brasileira TAF Linhas Aéreas, antes de ser desativado em 2008. Desde então, foi abandonado no aeroporto de Fortaleza, no Nordeste do Brasil, até que o Ministério das Relações Exteriores alemão comprou o 737 para trazê-lo "para casa", descrevendo o "Landshut" como um símbolo vivo de uma sociedade livre, que não pode ser derrotada pelo medo e pelo terror.

Uma grande multidão de funcionários, ex-membros da tripulação do vôo de 1977, a mídia internacional e entusiastas da aviação aguardavam para ver os aviões da Volga-Dnepr pousar no aeroporto de Friederichshafen. A fuselagem e as asas do Boeing 737 foram transportadas em um quadro especial para o vôo An-124-100 do Brasil, enquanto o IL-76TD-90VD da Volga-Dnepr carregava os motores 737 e outros componentes.

Mikhail Smirnykh, diretor-geral da Volga-Dnepr Airlines, disse: "Estamos extremamente orgulhosos de ter sido escolhidos para levar o Boeing 737 'Landshut' para a Alemanha. É um símbolo do compromisso da nação de nunca se vingar do terrorismo. Para nós, este é um projeto especialmente pungente para apoiar porque nossa própria empresa testemunhou as trágicas conseqüências do terrorismo há dois anos, quando seis de nossos colegas que descansavam entre vôos perderam suas vidas quando militantes armados invadiram um hotel no Mali. Trazer este Boeing 737 para casa é, portanto, muito significativo para nós e compartilhamos e apoiamos tudo o que representa ". (Volga-Dnepr)

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem
Sem mais.

Equipe AeroEntusiasta
http://www.AeroEntusiasta.com.br
https://aeroentusiasta.blogspot.com.br/

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

>>> Colabore com o Site AeroEntusiasta @ Contato: fabio@aeroentusiasta.com.br

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Imagem
Avatar do usuário
AeroEntusiasta
Fundador
Fundador
 
Mensagens: 8191
Registrado em: Dom Dez 19, 2004 09:00
Localização: Porto Alegre - RS

Anterior

Voltar para AEROFÓRUM

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 1 visitante

cron